sexta-feira, 12 de abril de 2013

Sorriso amarelo


Havia duas coisas que eu não queria no sorteio da meia-final da Liga Europa:

1 – Jogar com o Chelsea

Não é que eu queira ser mija-na-sopa do pessoal, mas qualquer equipa presente numa meia-final com um orçamento três vezes superior a qualquer uma das outras é a única favorita a ganhar a competição, e tem 80 por cento de hipóteses, no mínimo, de a ganhar.

Dizem-me que, há um ano, podíamos ter eliminado o Chelsea, o que é verdade, mas não estivemos tão perto como a típica boa vontade benfiquista fez passar a ideia – uma ideia que ficou nos jornais, como é costume, porque é sempre bom para as vendas iludir os benfiquistas. O Chelsea passou a eliminatória com o Benfica com relativa facilidade. Tal como o Benfica passou a eliminatória com o Newcastle com relativa facilidade, apesar de um ou outro momento de tentativa de superação por parte do Newcastle.

As hipóteses do Benfica ganharem ao Chelsea sobem bastante se for a vitória final disputada a um jogo. Um pouco como vai acontecer com o Vitória de Guimarães na final da Taça de Portugal. Com apenas um jogo as possibilidades, por parte da equipa mais forte, corrigirem os problemas causados por incidentes extraordinários – um erro do árbitro, um azar de um jogador, uma expulsão, um penálti – caem muito. Em último caso, chegando aos penáltis, as hipóteses aproximam-se muito dos 50/50, que é o máximo que qualquer uma das três equipas conseguirão ter diante do Chelsea.

O Chelsea está em crise. Quem tem Mata, Hazard, Ramires e uma série de outros grandes jogadores, independentemente das crises, só não é favorito perante equipas que custam o mesmo. Haveria sete ou oito equipas na Europa que, em competição com o Chelsea na Liga Europa, poderiam ser consideradas favoritas – e o Benfica não é uma delas.

2 – Ir jogar à Turquia na primeira mão

Apanhar o Fenerbace é bom em termos desportivos, porque é o adversário menos competitivo, mas ir à Turquia na primeira mão é péssimo, por duas razões.

Primeiro porque, como já defendi há dois ou três posts atrás, esta equipa do Benfica tem sempre vantagem em jogar a segunda mão fora de casa, onde já não há hipótese de os adversários responderem aos golos fora que o Benfica marca sempre, e porque o Benfica joga melhor em contra-ataque do que em ataque organizado – como o Real Madrid, por exemplo.

Segundo,  mas sobretudo, porque pode ser absolutamente determinante, para um eventual insucesso do Benfica no campeonato, ter de ir à Turquia a meio da semana decisiva para o campeonato nacional, e ainda por cima para fazer um jogo de pressão máxima em todos os sentidos – no ambiente, pela história, pelos objectivos da época, pelo cansaço acumulado, etc, etc.

A época do Benfica joga-se nos dois jogos com Sporting e Marítimo. Tem de os ganhar. Um empate é quase sinónimo de derrota no campeonato. Em condições normais, fazer duas vitórias nesses jogos já é difícil. Nestas condições, se o Benfica as conseguir, será quase extraordinário. E já nem conto com as possíveis lesões e castigos. Caramba, considerando a importância que a eliminatória vai ter para o Fenerbahce (é o jogo mais importante na história do clube) eu, se fosse o Vieira, até garrafas de oxigénio levava para não correr o risco de ser envenenado através do ar condicionado.

O ideal, considerando o cenário global, seria apanhar o Basileia e jogar primeiro em casa. Mesmo apanhar o Chelsea, que é um pulinho, seria preferível a ir à Turquia a meio da semana mais importante da época, passar 24 horas no inferno.

Olho para este cenário e vejo consolidarem-se aqueles receios que já aqui exprimi mesmo antes do Benfica se apurar para a Liga Europa. O Benfica joga contra a História, contra as probabilidades e, admitamos, contra si próprio, porque nem é a equipa com melhores condições para vencer o campeonato nem é a equipa com melhores condições para vencer a Liga Europa. Vejo uma corda esticada e um momento que se aproxima, com datas marcadas, em que o mais certo é mesmo partir.

Enfim, chegámos ao momento em que somos confrontados com a verdadeira essência do benfiquismo: acreditar, contra tudo e contra todos. Fazer de conta que a lógica não existe, que não há racionalidade, que podemos porque sim, porque é o Benfica, e o Benfica, se houvesse normalidade, nem sequer deveria existir, porque era um grupo de miúdos a jogar à bola que andava com a baliza às costas.

Chegou o momento de deixar de considerar a realidade. Voltamos à Terra daqui a um mês, e que seja o que Deus quiser. Nisso, não há melhor do que nós. Acreditemos, portanto.

25 comentários:

  1. Só mais uma coisa.

    Aponta-se estas duas presenças em meias-finais como um sintoma do regresso europeu do Benfica, mas, além disso, para mim, uma presença nos quartos-de-final da Champions, como a do ano passado, dada a diferença entre as duas competições, equivale a estas meias-finais da Liga Europa.

    Em três épocas consecutivas o Benfica fica no top-12 do desempenho em competições europeias. O Porto, por exemplo, em três épocas só o conseguiu uma vez.

    Não é mais do que isto, mas é bastante, se considerarmos de onde viemos: que, para mim, é de levar 7-0 do Celta de Vigo aqui há uns anos, sem sequer ter tido azar.

    Pois, eu sou mesmo assim. Nunca me esqueço dos grandes buracos de onde tive de sair para conseguir voltar a respirar.

    Sugiro que vocês façam o mesmo.

    Faz-nos bem a tudo.

    Aqueles 5-0 nas Antas, por exemplo, faço questão de nunca os esquecer. Ainda os tenho gravados, e assim vão continuar.
    E até agradeço quando os portistas me lembram deles, porque às vezes esquecemo-nos.

    ResponderEliminar
  2. Eu ia escrever sobre tudo isto, mas assim faço só a citação. Está mesmo tudo dito.

    Eu entrei em modo "acreditar", ainda que voltem sempre as tormentas da lógica e da realidade. Mas se há fenómeno que esta época tem surgido em alta, é precisamente o da anormalidade. Competência também, claro, mas muita anormalidade. Agora resta ter esperança em que a anormalidade continue mais um mês e tal.

    ResponderEliminar
  3. A viagem à Turquia só pesará, se por acaso viermos com uma derrota. Coisa cuja probabilidade de ocorrer, diria que é de 80%.

    Sim, também eu sou pessimista. Mas tal como tu, que se lixe. É tempo de dar lugar ao sonho. E tanto que eu preciso de sonhar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Mais uma vez o nacional pessimismo no seu melhor! Quem joga neste patamar tem que estar preparado para responder a estas situações, se não querem então passe-se a jogar para a manutenção que não exige um numero de jogos tão elevado. O Benfica tem a passagem a final da taça de Portugal nas mãos. Se a atingir a final como eu acho que vai atingir, até ao fim do campeonato não precisa de se preocupar com ela. Só precisa de fazer a gestão da liga europa e do campeonato. Face ao plantel que temos e como se tem comportado temos legitimas aspirações a ganhar as competições. Não estou a dizer com isto que devemos embandeirar em arco. Temos que ter humildade, e manter os pés assentes na terra. Agora se aqui alguém pensa que desistir da liga europa nos garante automáticamente o campeonato, desiludam-se!A unica coisa que as pessoas podem ter como garantia é que já não ganham a liga europa! Todas as competiçoes neste momento são importantes e por isso a unica coisa a fazer e dar o máximo para ganha-las. Tenho a certeza que aconteça o que acontecer o plantel vai estar a altura dos desafios. Quanto ao Chelsea ter-nos vencido com facilidade...por amor a santa. Fomos capazes de marcar em casa deles com menos um jogador em campo disputamos a eliminatória até ao fim, e vem-me dizer que o Chelsea venceu com facilidade??? A sério????O que é que se está a passar com esta malta???? Muitas vezes queixamo-nos que os adversários tendem a desvalorizar tudo o que o Benfica faz. Como querem que os adversários nos valorizem, quando são os adeptos do próprio clube andam a desvalorizar a carreira da equipa?
    Que o Benfica continue o seu caminho, sem medo de ser feliz, sem arrependimentos e com mentalidade forte que é o que infelizmente falta em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo absolutamente...e kuanto ao Chelsea ainda,jogar com um defesa esquerdo a central,def esq. esse k foi dispensado,e, com Matic sem rodagem,e a mostrar ser o jogador k é hj.

      Abraço

      Eliminar
  5. Esta é a época do extraordinário. Há alturas em que é a fé que nos move. Eu acredito.

    ResponderEliminar
  6. Excelente texto, concordo com muito do que é dito. Só não percebo o pq de não sermos a equipa com melhores condições para vencer o campeonato. Estamos com 4 pts de avanço, temos melhor equipa e plantel. Pq essa opinião?

    ResponderEliminar
  7. muito bem observado o ponto do 1º jogo ser o da ida...
    além do mais sem André Almeida e sobretudo Enzo, era de todo conveniente jogar no conforto do ninho...
    pergunto-me qual será o meio campo na Turquia: André Gomes + Matic?
    não chega....basta ver o resumo do jogo lá da Lazio.

    ResponderEliminar
  8. Marlon Brandão12/04/2013, 14:37:00

    É esse o espírito... (roll eyes)

    ResponderEliminar
  9. Uma boa analise.
    Mas apesar das dificuldades, eu acredito neste Benfica.

    ResponderEliminar
  10. Estou de acordo com a tua ideia, quase no seu todo.

    Mas como diz o Pedro, se não somos a equipa com melhores condições para vencer o campeonato, com 4 pontos de avanço a 5 jornadas do fim, não sei quem será...

    Para mim, é simples: já não digo a Euroliga, mas o Benfica tem obrigação de fazer a dobradinha este ano. Nem que a vaca tussa! E toda a exigência abaixo disso é preocupante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também dou de barato a Liga Europa.

      Eliminar
  11. Mas quem decide o que é a "anormalidade" e o que não é?

    Anormal para mim será perder o campeonato, estando com quatro pontos de avanço a 5 jornadas do fim. Como anormal foi tê-lo perdido no ano passado.
    Ainda bem que os orçamentos não ganham jogos. Da mesma forma que nós estamos apreensivos com a deslocação à Madeira, para defrontar uma equipa cujo orçamento é muito inferior ao nosso, também o Chelsea estaria se tivesse que nhos defrontar, acho eu.
    Sobre os jornais e o facto de nos venderem a ideia que podemos eliminar qualquer equipa, acho que o motivo não é o invocado. Os jornais sempre nos vendem adversários fracos ou que estão fragilizados com o intuito de, em caso de derrota, nos enterrarem ainda mais e em caso de vitória, desvalorizar a conquista. O Málaga é que é uma potência!

    Eu tenho uma ideia diferente:
    A racionalidade e a justiça voltaram ao futebol pois permitirá à melhor equipa, com o melhor plantel, melhores jogadores, o melhor treinador (ou o menos mau, vá lá) e os melhores adeptos serem campeões. Isso é que é a normalidade e a racionalidade!

    ResponderEliminar
  12. Este post é um absurdo. E espelha bem a mentalidade de um benfiquinha.

    Ganhar campeonato e Taça é obrigação desta equipa!!!!

    Estamos com 4 pontos de avanço e não estamos em melhor posição?! K crl?!

    Liga Europa é um bonus e uma oportunidade de voltar a ganhar uma competição Europeia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humildade e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém.

      Eliminar
  13. Chegado aqui, prefiro escrever pelas penas dos sábios.

    Como dizia François Guizot,
    "O mundo pertence aos optimistas, os pessimistas não passam de espectadores".

    "Um optimista erra tantas vezes como o pessimista, mas diverte-se muito mais".
    Anónimo.

    A ambição é uma coisa legítima, naturalmente.

    "Um balão cheio é vulnerável, mas é a única maneira de o fazer voar". Edward de Bono.

    Ou como dizia Leo Burnett, o génio da publicidade, "Quando apontas para as estrelas poderás não as atingir, mas também não virás com uma mão cheia de lama".

    O Benfica é grande, mas...

    "A grandeza é uma moeda de duas caras - o seu reverso é a humildade".
    Marguerite Steen.

    Os gregos é que sabem.
    Dizia Hermógenes, "A humildade é a melhor defesa contra a humilhação".

    Por fim,

    "Aquele que não espera ganhar, já perdeu".
    José Joaquin Olmedo.

    Viva o Benfica!


    PS. "Só os optimistas enriquecem. E conseguem as mulheres mais bonitas". Esta é minha, mas eu não sou sábio. :-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Manuel,gostei ...

      Eliminar
    2. Só prosápia de outras pessoas. Não tens pensamento próprio? Cheira-me a lagarto infiltrado.

      Eliminar
  14. Jogue quem jogar na Turquia o que é preciso é que a equipa sai por cima.

    ResponderEliminar
  15. Caro Webmaster,

    Consideramos o seu site muito interessante e gostaríamos de propor uma parceria de troca de links.

    Antecipadamente gratos pela sua resposta,

    Atentamente,

    MeusResultados.com
    support@meusresultados.com

    ResponderEliminar
  16. Chego a pensar que tu e o Ricardo nao sao do Benfica. Estão sempre à espreita que haja derrota, para se vangloriarem. Se ganharmos, tudo bem na mesma. Ridículo.

    ResponderEliminar
  17. Humildade e caldos de galinha nunca fez mal a ninguém. Já prosápia a cantar antes de acontecer estou farto dos "optimistas". Fica com a tua riqueza que me quedo com o que é meu.E desampara da minha porta.

    ResponderEliminar