quarta-feira, 5 de setembro de 2012

O Canal do Porto


Ontem à noite estava a fazer zapping e, sem querer, a televisão ficou no Porto Canal durante cinco minutos. Foi o suficiente para acontecerem três grandes momentos televisivos.

 

O primeiro foi eu ter percebido que o Porto anal tem, de longe, as mulheres mais giras e mais boas da televisão portuguesa. Assim, sem mais nem menos, apareceram três princesas que põem as matrafonas dos telejornais dos canais generalistas com as malas à porta de casa e um bilhete para o autocarro.

Sinto-me tentado a dizer que, se se tirasse o som, o Porto Canal seria o melhor canal da televisão portuguesa, mas não posso, porque aquele cantarzinho das meninas ainda as torna melhores.

Confirmo uma ideia que já tinha: no Porto estão as melhores mulheres de Portugal.

Vou voltar ao Porto Canal. Basta ignorar o que elas dizem.

(E se acham que este comentário não foi suficientemente sexista, acrescento que, na minha escala de importância, os Jogos Paralímpicos são uma espécie de desporto feminino, mas para pior: é uma forma de fazer as pessoas sentirem-se melhor, de uma maneira geral e, a menos que as mulheres usem mini-saia ou calções justos, não tem interesse nenhum.

Se houver aí alguma mulher, ao engano, pode enviar o comentário de repulsa e nojo utilizando o espaço legalmente reservado.)

 

O segundo foi quando apareceu a notícia de que o Pinto da Costa tinha sido operado, entre a notícia de que os professores podiam trocar de colocação com outros professores para ficarem mais perto de casa e a notícia do homem que matou a mulher em Ílhavo, ou na Cedofeita, ou lá onde foi.

Acho que, para um portista, nos últimos dias, só havia uma notícia pior do que «Hulk foi vendido»: «Pinto da Costa foi operado ao coração».

Note-se que só hoje é que se soube que foi ao coração, o que ainda dá mais relevo à intenção de fazer de conta que nada aconteceu, como se o velho tivesse ido tirar uma verruga das costas.

O que tornou aquele momento num grande momento televisivo foi perceber-se o pânico que gerou e o desespero em retirar importância à notícia – isto, note-se, quando, pelo que nos dizem, não há nenhuma razão para preocupação. Afinal, há pessoas que vivem com duplos e triplos by-passes durante mais de vinte anos.

O que foi bom não foi o velho estar a morrer – foi sentir o terror nas alminhas.

 

O terceiro grande momento televisivo não foi ontem à noite, não se passou no Porto Canal e nem sequer foi um momento televisivo, mas como fica aqui bem, porque é para cascar, vamos fazer de conta que sim.

Há uns dias, no Record, a propósito de uma peça sobre o Fernando ir para o Inter de Milão, pela vigésima-quinta vez (acho que foi sobre o Fernando, mas, se não, era um dos outros brasileiros), li que um dos empresários do jogador é o genro do Pinto da Costa.

Às vezes, até os jornalistas avençados do Porto sentem a urgência de dizer qualquer coisinha fora dos parâmetros estabelecidos – julgo que será para não se esquecerem que, um dia, muito antes de se tornarem mulas ao serviço da causa, sonharam ser jornalistas – e descaem-se.

Eu repito: um dos empresários do Fernando é o genro do Pinto da Costa.

Talvez isto não diga nada a muita gente que também tenha o genro ou um primo ou um afilhado a dar uma ajuda no negócio, mas a mim diz.

A direcção do Porto, uma associação criminosa com fins lucrativos – a direcção, não o Porto – perdeu completamente o pudor. A cosa tornou-se tão nostra que até o pai da mulher do padrinho recebe uma parte de um jogador para garantir a reforma. Na direcção do Porto, o termo «família» ganha uma dimensão completamente diferente.

É fácil de perceber porque é que o presidente do Zenit diz que só pagou 40 milhões pelo Hulk quando a transferência terá sido de 60 milhões. Por um lado, porque é um negócio da Rússia – o dinheiro não é do clube, nem é da Gazprom, nem é do Estado, não é de ninguém ao certo, nem é realmente dinheiro, mas sim qualquer coisa de valor indefinido que, antes de ser utilizada, tem de ser lavada várias vezes, passando por vários canais secundários. Ora, como eu já disse atrás, o Canal do Porto tem grandes potencialidades. Eu diria mesmo que, atendendo ao volume de 500 milhões de euros que por ele já passou em dez anos (ver Record), não há nenhum Canal no Mundo que se lhe compare – nem o canal do Panamá, nem o do Suez, nem o da Mancha (porque o do Porto é imaculado, segundo a Justiça portuguesa), nem tão pouco o de Gibraltar, mesmo com um dos maiores off-shores do mundo ali à beira. Perto dos «milhões da treta» do Hulk (ou do Falcão, ou do Cissoko), os «milhões da treta» do Roberto (que são mesmo da treta) parecem uma multa por estacionamento em segunda fila.

Para lavar guita, não há como o Canal do Porto – algo que os russos foram rápidos a descobrir no tempo do Maniche e do Nuno Espírito Santo, e que italianos, franceses, ingleses, romenos, gregos, argentinos, mexicanos ou brasileiros, nos dois sentidos, têm vindo a aprender com crescente interesse.

O problema do Canal do Porto é precisamente o seu volume. É tanta gente a comer, do Araújo da fruta («empresário» do Cissoko) ao pai da Fernanda, dos Guímaros dos quinhentinhos aos Azevedos dos pacotinhos, que, um dia, quando o caudal diminuir, quando a navegação mudar de rota, os adeptos portistas vão descobrir, para seu grande choque, que o clube, que antes ganhava tudo, já não ganha assim tanto, que está mais pobre do que antes (como Portugal depois do ouro do Brasil), que não se vendem camisolas suficientes, que a torneira do São Martinho de Penafiel também deixou de pingar, e que, entretanto, os Anteros, as Fernandas, os Reinaldos, têm todos fortuna no Luxemburgo e grandes mansões em João Pessoa.

Nesse dia, não há bypass que nos safe.

 

P.S. – Outra grande notícia: hoje começa a NFL. Entre jogos em directo, jogos gravados, trabalho e aulas, o tempo que me sobra para ver futebol português, até Fevereiro, é para aí de 90 minutos por semana. O que vai ser óptimo, dadas as minhas expectativas elevadíssimas para esta época. Quando eu voltar a ver futebol com atenção o Matic, o Carlos Martins, o Aimar, o André Almeida, o André Gomes, o Bruno César e o Enzo Pérez já terão salvo o Natal, já me terão demonstrado que, afinal, o Jesus é um génio, e que a abordagem da Direcção do Benfica ao mercado de Verão foi prudente, inteligente e, porque não dizê-lo, brilhante. Na minha opinião, sempre que há uma possibilidade, mesmo que ténue, de se chegar à última semana de um período de transferências que dura dois meses com a possibilidade de destruir a coluna vertebral de uma equipa para o resto da época, sem ter sequer o tempo ou a possibilidade de reconstruir uma ou duas vértebras, essa oportunidade tem de ser explorada e aproveitada até ao limite. O contrário seria estúpido. Porque o equilíbrio de uma equipa de futebol de alta competição é uma coisa demasiado delicada para ser tratada com bom-senso, planeamento e inteligência, obviamente.

25 comentários:

  1. Também aproveito para dizer que não tenho tido tempo, sequer, para ler comentários, muito menos para lhes responder.
    Peço desculpa.
    Entre responder a comentário e fazer posts novos, se tiver de optar, prefiro o segundo, para manter a informação a fluir. E tenho tido de optar.

    Um abraço ao pessoal.

    ResponderEliminar
  2. É pá, só agora é que reparei que, no segundo parágrafo, em vez de Porto Canal, por gralha, está «Porto anal».

    Eu à procura de um bom título para o post e descobri-o sem querer. Ainda vou a tempo de mudar de «Canal do Porto» para «Porto Anal»?! Vejam lá isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. be my guest...

      É a tua casa esta ou não?!

      Eliminar
  3. Não percebi, embora não seja demasiado importante: o empresário do Fernando é o pai da mulher do padrinho ou o genro do Pinto da Costa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabei por encontrar uma notícia que identifica o marido da filha, como empresário do Ady. Seria este?

      Eliminar
  4. Genro é marido da filha e não pai da mulher. esse seria "sogro". Aí sim... falar em reforma e em pai da Fernanda.

    ResponderEliminar
  5. Aquela viagem ao Norte do País que tanto quero fazer ganha mais força com essa premissa de que as mulheres mais bonitas deste país estão lá em cima... Ainda não tenho independência para tal, mas para lá caminho.

    Estou a ver que se o Porko não conquista este sem campeonato, com este Benfica(sem witsel e javi), o velho dá o badagaio... É fazer-lhe a vontade.

    ResponderEliminar
  6. " O que foi bom não foi o velho estar a morrer – foi sentir o terror nas alminhas. "

    Esta vai para os tesourinhos, está fantástica e transmite a realidade.
    - Olha sabias que o Pinto da Costa foi operador ao coração...
    - Ele não dura muito tempo (tremetremetreme)

    ResponderEliminar
  7. Desta vez falhaste Hugo. Mas nem foi por muito, foi por 50 kms. As melhores gajas são as de Braga! E em segundo lugar vêm as famosas gajas de Ermesinde, pois tá claro (http://www.youtube.com/watch?v=-v1d_7nk5vM&feature=related)

    ResponderEliminar
  8. Aparte os costumeiros insultos cobardes no fundo percebeste que se trata de um canal de televisão em que se fala de uma região não apenas de um clube e não de um canal de um clube destinado ao apelo à jihad com pedidos de uso de armas como pedia o Pragal Colaço, desejos de morte aos adversários, etc. A ver vamos as respostas à pergunta que o vosso orgão publicitava sobre a vossa disponibilidade para ter uma tv paga!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O canal já existia.De vez em quando lá passa algo relacionado com o clube divisionista...

      Eliminar
    2. Eu desejo a morte aos portistas. E então ?

      Eliminar
    3. Porque és um grande filho da puta, ou então simplesmente um miúdo estúpido.

      Fds é casa atrasado mental, ainda por cima com esse nick. Mais respeito rapazote.

      Se és frustrado na vida e ainda por cima vês sempre o FCPorto ganhar e a azia cresce ainda mais, começa a ver futsal ;)

      Eliminar
    4. Bolas, calma... Já ninguém se lembra da declaração de um moço da btv com outras palavras mas mesmo sentido. Da próxima ponho aspas. Eu nao desejo a morte a todos os portistas. Só a alguns. Se quiseres que nomeie estou à vontade.

      Inveja do Porto?! O complexo de inferioridade esta todo lá em cima, nao te preocupes. Modera a linguagem já agora.

      Eliminar
    5. Inveja sim, é muita azia acumulada. Os blogues jihadistas são do teu clube.
      Mas fiquemos por aqui, pelo nível das tuas intervenções não vale a pena. Deseja o que quiseres, pode ser que sobre para ti.

      Eliminar
    6. Certos blogs de certos clubes é que nem comentarios de adeptos de outros clubes aceitam...

      Acredita que nao é inveja aquilo que sinto. É a raiva por ver que os merdosos que andam no futebol passam impunes. Mas um dia vocês hão-de pagar a factura, nao te preocupes...

      Eliminar
    7. Lol pagar a factura, nós compramos tudo e vocês são meia duzia de anjos de luz que nao controlam nada e vao emergir na nova ordem mundial.... Certo, certo. Nao somos os melhores consistentemente nem nada.

      Eliminar
    8. Que estranho. Leio e releio o meu comentário e não encontro a palavra "anjos "em lado de nenhum... deve ser de mim concerteza.

      Eu gosto quando vocês estão assim: arrogantes, soberbos e nem sabem que o estado de graça está para acabar...

      O porto até pode ter tido as melhores equipas com os melhores jogadores que passaram por estes país nestes últimos anos. Mas se contou com um só jogo em que foram PROPOSITADAMENTE beneficiados, para mim, perdem todo o mérito. Não concordas?

      Eliminar
    9. Vamos pagar a factura de quê?

      Partindo do princípio que não estamos a discutir a veracidade da premissa, discordo. Não é por um jogo num ano de 2041 que os troféus da década anterior por exemplo perdem o mérito.

      E o teu raciocínio é uma bomba que te pode estourar nas mãos, até no clube dos adeptos "diferentes" estoura, aqueles do gajo da PJ.

      "Propositadamente" por parte de quem? dos Árbitros? ou por influência "propositada" de alguém sobre eles? onde traças a linha na areia? Se for um bando de adeptos dispersos que convergem na Internet, trocando informações sobre os árbitros (numeros de telefone) e nos dias anteriores ao jogo de uma dada equipa ligarem todos para o árbitro com ameaças físicas "eu parto-te a perna filho da puta" e mostrando conhecimento da vida do árbitro "eu sei que moras na rua x n231 e as tuas filhas no colegio Y21", o que pensas disso? A partir de onde uma pessoa está "ligada ao clube"?

      Eliminar
    10. Naturalmente que nao. Mas isso das informações pessoais dos árbitros foi algo que aconteceu uma vez. Foi um erro(?). Contudo há certas coisas que já fazem parte do sistema. E para bom entendedor, meia-palavra basta.

      Nao me importo de segurar essa bomba desde que todos a seguremos. Mas isso nao acontece. Há regras diferentes.

      Quanto à factura, espera aí, vou buscar uns lápis para te fazer um desenho...

      Ps: assina pelo menos.

      Eliminar
    11. É triste mas não foi uma vez nem duas nem três, foi durante toda a época do título do Jesus. E repara que não deixo de realçar a vossa equipa, com um Di Maria a fazer a sua melhor epoca e o Ramires que segurou as pontas e disfarcou a tatica kamikaze do Jesus.
      Mas eu vi e ninguém me contou ao longo de todo esse ano na net (como passatempo alem de ler os blogues e foruns portistas sigo blogues como o Lateral Esquerdo, este e os mais extremistas do inimigo) os relatos das ameaças e o incitar as chamadas aos arbitros com ameacas ate de morte, tudo organizado. No fim do ano com essa noticia tudo bateu certo. Ate cheguei a testar o numero do Jorge Sousa e não é que era mesmo? Se ainda estiverem acessiveis os comentarios é só procurar. Tudo isto porque...
      É este jihadismo que estraga o nosso futebol.
      Vais deixar de festejar?

      Eliminar
    12. Já deixei de festejar há muito tempo.

      Isso das ameaças é muito vago e pouco fiável. Vê lá se isto é mais credível: youtube> escutas Pinto da costa. Tens uns trinta vídeos, escolhe à tua vontade. Isto é que me indigna e fico parvo como há orgulho em ganhar assim. É triste

      Eliminar
    13. Assim como? engraçado tanta coisa com isso e só o que não foi escutado exaustivamente, LFV, é que escolhe o árbitro para um jogo.

      Eliminar
    14. Ninguém é anjo mas nao compares um carteirista a um pedófilo...

      Eliminar
  9. As melhores gajas são as Açorianas. Não sei onde foste buscar essa ideia ridícula. :P

    Não há lá por cima um cirurgião cardio-vascular Benfiquista? eheheh

    Abraço Hugo

    ResponderEliminar